17 de junho de 2013

Empreendedorismo para jovens


Noções de empreendedorismo têm se tornado comum no cotidiano universitário. Seja pela inclusão da disciplina na grade curricular, seja pela participação dos estudantes em empresas juniores, o assunto é pauta constante de reuniões de gestores, Administradores, tecnólogos e estudantes.

Recentemente a revista Época abordou o assunto, apresentou casos de sucesso como o do Administrador Carlos Eduardo de Souza e do estilista Alexandre Herchcovitch.

De acordo com a matéria da revista, as instituições de ensino superior enfrentam uma grande dificuldade. “Lidar com o comportamento empreendedor dos jovens é uma novidade no Brasil. As universidades ainda tentam descobrir seu papel nesse ambiente. Para muitos acadêmicos, despertar o espírito empreendedor não é uma das funções de um curso universitário. “O papel da universidade é dar uma base sólida de conhecimento técnico e científico”, diz Marcelo Finger, professor de ciência da computação da USP”.

Ainda de acordo com o professor, “Para o aluno que quer empreender, a universidade deve dar apoio e orientação fora do horário normal das aulas.” A universidade pode dar as ferramentas necessárias para auxiliar os alunos, mas o interesse e a vontade de correr atrás de um projeto são fundamentais para um empreendedor iniciante. “O aluno que apenas assiste às aulas e vai para casa dificilmente conseguirá colocar uma ideia em pé”, afirma José Roberto Cardoso, diretor da Escola Politécnica da USP. “É preciso aproveitar os cursos, as palestras e as atividades que estão fora do currículo”. ”

Para acessar a matéria completa, acesse o site da revista Época 

Nenhum comentário:

Postar um comentário