16 de agosto de 2013

10 coisas para não se fazer depois de perder o emprego


Perder o emprego, mesmo que você já esteja esperando por isso, é sempre um golpe. Você vai se sentir por baixo, não há como ser diferente. Por isso, o jornal O Globo separou 10 dicas úteis de ações que você não deve fazer, caso esteja passando por isso. 

1) Não se envergonhe – Qualquer funcionário pode perder o emprego, você não será o primeiro, nem será o último! 

2) Não “chute o balde” – Resista à ideia de disparar e-mails ou mensagens raivosas nas redes sociais de seu chefe e de seus antigos colegas de trabalho. A sensação será boa por instante, mas essa atitude vai assombrá-lo para sempre. 

3) Não esbanje – Assim como o caso anterior, evite gasto com roupas ou aparelhos eletrônicos. A felicidade será momentânea, mas logo logo, você se arrependerá. 

4) Não mexa em sua poupança de aposentadoria – O primeiro passo é cortar despesas, o segundo encontrar um emprego temporário. Evite ao máximo usar esse recurso. 

5) Não fique sozinho – “Participe de um grupo de apoio ou se reúna regularmente com pessoas em circunstâncias semelhantes”. 

6) Não tome decisões que mudem a sua vida radicalmente – Com essa situação, não é um bom momento para sair da casa dos pais, pedir o divórcio ou comprar um imóvel. 

7) Não se deixe ficar com preguiça – “Você está desempregado, então você tem o direito de dormir até meio-dia, certo? Errado. Adote medidas para encontrar um novo emprego desde o primeiro dia”. 

8) Não se sinta mal sobre a declaração de desemprego – “Ela existe por uma razão”. 

9) Não deixe de pagar o seu plano de saúde – É caro, mas não se pode economizar com a saúde. 

10) Não negligencie seu corpo – Mantenha uma alimentação balanceada, pratique exercícios físicos e assim, você se sentirá melhor! 

“Não se desespere. (Ei, isso é 11! Mas este é importante.) A maioria das pessoas enfrentam dificuldades na vida. Elas superam e seguem em frente — e você pode fazer isso também”. 

Leia na íntegra, no site do jornal O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário