8 de janeiro de 2015

Presidente do CRA-RJ fala sobre o que esperar para 2015 e 2016

DSC_0492O Administrador Wagner Siqueira, presidente reeleito para o biênio 2015-2016, conversou com a TV CRA-RJ sobre as expectativas para este mandato. Ele ressaltou que a principal missão dos conselheiros e da diretoria do CRA-RJ é desenvolver uma gestão eficiente para o conjunto da categoria, pessoa física e jurídica, contribuindo para o crescimento da Administração nacional.
Segundo o presidente, as instituições não podem se fortalecer ao negar o passado, mas sim ao valorizá-lo e aproveitar as experiências vividas para crescer. Ele defendeu que os Administradores que contribuíram com a profissão merecem respeito e admiração, pois ainda têm muito a ajudar na construção de um futuro ainda mais sólido.
Sobre os trabalhos desempenhados na última gestão, o Adm. Wagner Siqueira ressaltou que é importante que o novo Plenário os leve adiante com toda dedicação.
DSC_0483
Já no que tange ao de jubileu de ouro da Administração no Brasil, o presidente afirmou que há muito que se comemorar, pois muitas coisas melhoraram desde a regulamentação da profissão no país. Além disso, os esforços dos pioneiros devem ser reverenciados e honrados, porque se tornaram símbolos de luta e determinação.
“A profissão não se faz de símbolos, mas se fortalece pelo respeito a eles e pelos momentos que marcam determinados pontos de conquista e de avanços. É assim que se faz um país, sociedade, organização ou uma profissão”, disse.
Para 2015, o Adm. Wagner Siqueira advertiu que apenas reclamar da vida não resolve. É preciso correr atrás dos objetivos.
DSC_0476“A gente expressa tristezas e alegrias com o choro, mas a realidade não se transforma. Já com o suor, podemos mudar a coisas. Assim, entendemos que só com muito trabalho é que iremos construir sociedades mais justas, fraternas e equitativas”, explicou o presidente.
O Adm. Wagner Siqueira ainda concluiu que a profissão vai ser ainda mais forte este ano, porque a categoria irá lamentar as perdas e as derrotas sofridas, mas não se esquecerá de que a transformação virá por meio do esforço contínuo de cada um.

Nenhum comentário:

Postar um comentário