Fundação Getúlio Vargas

10 de novembro de 2015

Formação de qualidade para o Administrador é abordada no XXVI Eprocad

O XXVI Encontro de Professores e Coordenadores de Cursos de Administração (Eprocad), promovido pelo CRA-RJ no dia 4 de novembro, teve como pano de fundo a formação dos profissionais da área de Gestão. Para todos os palestrantes, há uma necessidade urgente de mudanças na metodologia do ensino do Administrador, para que o mercado não se torne ainda mais complicado.

Entre as discussões realizadas, estavam a redução das horas de aulas presenciais, a má utilização das atividades complementares, cursos de tecnologia em Gestão e o papel dos profissionais da Administração na luta pela valorização da categoria.

IMG_9404
“É preciso mapear as necessárias mudanças na graduação do Administrador, a partir de uma análise de órgãos de classe. Não temos nesse cenário a pedagogia do oprimido, de Paulo Freire, mas sim a pedagogia da planilha, que diminui cada vez mais o tempo de aulas efetivamente presenciais”, enfatizou o presidente do CRA-RJ Adm. Wagner Siqueira.

O Adm. Paulo Wilton da Luz Camara destacou que a má formação profissional prejudica muitas pessoas.

IMG_9429
“Muitos terminam os cursos com qualidade deficiente e isto não é uma novidade, pois todos sabem disso. Esta situação prejudica muito a empregabilidade das pessoas, a imagem profissional do Administrador e a imagem da própria instituição de ensino”, disse Camara.

Para o Adm. Levi Pereira Granja de Souza, outro ponto que deve ser revisto na graduação é a forma que as atividades complementares são administradas.

IMG_9455
“Eu acho uma imbecilidade e um papel bedel do Administrador, coordenador de curso e professor, avaliar individualmente as atividades complementares, do jeito que está sendo feito. Isso sem contar as falsificações”, expôs Souza.

Para o Adm. Júlio Loureiro, uma das formas de resolver o recorrente problema de má formação está em trabalhar em conjunto.

“É preciso que as instituições ouçam os professores, estudantes e coordenadores para assim trocarem experiências em busca de uma solução para esta questão”, defendeu Loureiro.

Ainda durante o evento, o Adm. Alexandre Nicolini falou sobre o livro ‘Padrão Enade’, onde aborda, junto com outros autores, os meios pelos quais estudantes, professores e instituições de ensino podem aproveitar melhor os resultados do exame.

Nenhum comentário:

Postar um comentário