Fundação Getúlio Vargas

2 de maio de 2016

Educação a distância democratiza o ensino e se torna essencial ao profissional

A tecnologia digital evolui cada vez mais e não há como deter seus avanços. A educação não fica fora dessas transformações, conforme é apresentado pela Adm. Ana Shirley França, especialista e Pesquisadora em Educação a distância (EAD), durante entrevista concedida à Rádio e TV CRA-RJ.
De acordo com Ana Shirley, o principal proveito gerado pela educação a distância é a democratização do ensino. Ela explica que a formação acadêmica, especializações ou mesmo aprendizado em cursos livres estão ao alcance de muito mais pessoas do que há alguns anos.


“A educação a distância apresenta as mesmas qualidades a modalidade tradicional. Ela proporciona que o cidadão que está longe de um centro urbano, sem tempo ou que não consiga realizar uma educação presencial, conforme desejaria, ter um acesso continuo a um processo de aprendizagem”, destacou a pesquisadora.

Na percepção da Administradora, não há motivos para enxergar a EAD como inferior. Além da qualidade didática, atualmente oferecida, estudar a partir de um computador abre portas para os indivíduos que desejam continuar a vida acadêmica, mesmo dividindo o tempo com outras tarefas diárias.

“Aquele tempo em que se estudava e, automaticamente, se estava pronto para o mercado de trabalho terminou. Hoje, qualquer profissional, recém-saído da Universidade, precisa ter a percepção de que estudar é para sempre”, disse a Adm. Ana Shirley.

O mundo mudou e sofrerá mais mudanças, caberá então aos estudante e profissionais de hoje o preparo para o mercado de amanhã ou não estarão dentro dele. Neste cenário, a UniversidadeCorporativa do Administrador – Centro de Educação Continuada Gilda Nunes é uma grande parceira, proporcionando mais de 350 cursos online gratuitos para os registrados no CRA-RJ. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário