Fundação Getúlio Vargas

24 de fevereiro de 2017

CRA-RJ promove Seminário de Finanças de empresas públicas e privadas

Buscando explicar as razões de problemas financeiras encontrados em diversas organizações e propor possíveis soluções para superar tal situação, a Comissão Especial de Finanças do CRA-RJ promoveu o 1º Seminário de Finanças, na sede do Conselho, na Tijuca. O tema central do evento foi “A visão do endividamento das empresas públicas e privadas brasileiras” e contou com a profª. Mônica Pinhanez, mestre em Administração Pública e Governo pela FGV-SP, e o também prof. Carlos Bastian, coordenador da Graduação em Administração do IBMEC-RJ.

Com o Brasil enfrentando uma conjuntura de problemas administrativos, diversas empresas têm buscado alternativas para estimular e manter sua competitividade. Um mercado estagnado e pouco atrativo para investidores afeta empresas privadas e públicas. Tais organizações têm, cada vez mais, recorrido aos governos, já altamente endividados, para encontrar algum tipo de aporte financeiro. Como atuar de forma a superar tantos obstáculos? Qual o papel do Administrador nesse cenário negativo? Estas e outras indagações foram respondidas durante as apresentações.
Incumbida de falar sobre as empresas públicas brasileiras, a prof. Mônica Pinhanez apontou diferenças entre crescimento e desenvolvimento econômico, conceituou dívida pública e expôs dados referentes às maiores dívidas públicas do mundo, destacando principalmente os países mais desenvolvidos como os primeiros no ranking deste quesito.
Quanto as empresas públicas brasileiras, Mônica acredita que seja necessária uma reflexão mais objetiva quanto ao direcionamento dos investimentos.


“O que quer dizer falar que um país está endividado, que as empresas estão endividadas? Como podemos mudar e melhorar isso? É pensando no conjunto, de forma sistêmica. Temos que ser produtivos, gerar desenvolvimento, ter um mercado forte, instituições fortes, que apoiem as empresas públicas e privadas. Tem que haver regulação, saber pensar e questionar esses dados. Dívidas de empresas comprometem a estabilidade financeira do pais se forem mal gerenciadas”, questionou a professora.

O prof. Carlos Bastian, doutor em Administração de Empresas, falou sobre as empresas privadas brasileiras. Durante a palestra, o ele apresentou os diferentes tipos de dívidas dessas organizações, as maiores devedoras e as principais causas para este quadro. Para Bastian, o grande problema das organizações privadas é a falta de gestão financeira.

“O empreendedor sabe gerir muito bem o negócio dele, a operação dele. Mas não tem nenhuma ideia de como funciona financeiramente, por exemplo, o controle de estoque e o fluxo de capital. O não conhecimento deste setor e a ausência de objetividade nas aplicações financeiras podem levar as empresas a terem dificuldades”, ressaltou.

Os interessados em ter acesso ao Seminário de Finanças completo podem conferir através do site da TV ou da Rádio CRA-RJ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário