Fundação Getúlio Vargas

28 de fevereiro de 2017

Disciplina, determinação e planejamento para obtenção qualidade de vida

Apresentar conceitos e demonstrar ações que podem ajudar o ser humano a desfrutar de uma vida mais produtiva e saudável, tanto física quanto mentalmente. Esses foram os principais objetivos do work de “Qualidade de Vida”, realizado na sede do Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro, na Tijuca. O Adm. Fernando Hartmann, membro da Comissão Especial de Recursos Humanos do CRA-RJ, foi o responsável por trabalhar o tema proposto.

Durante o evento, o Administrador buscou integrar ao máximo os presentes, estimulando a participação de todos através de atividades práticas que serviram como demonstração concreta dos conceitos. Hartmann também falou sobre os critérios que devem ser considerados para entender se uma pessoa usufrui de uma vida com qualidade ou não, como por exemplo, possuir bem-estar físico, mental, emocional e psicológico.

O aproveitamento do tempo foi um dos elementos mais discutidos por Hartmann ao longo da apresentação. Para ele, disciplina, determinação e planejamento são essenciais para gerir o dia a dia de maneira produtiva e qualitativa. Buscar estímulos através de atividades que tragam prazer também podem ajudar o ser humano a atingir a qualidade de vida ideal.

“O que move você? O que eu busco para mim e para minha vida, para o outro, para o planeta? É importante dar exemplos, evitar atitudes que possam influenciar de forma negativa os demais. O que te impede de viver a vida que você idealizou? Você é responsável pela vida que leva. Tenha atitude para mudar e se posicione para que você chegue onde planejou. A mente costuma sempre te puxar para uma zona de conforto”, explicou o Adm. Fernando Hartmann.


Ao final do evento, o Administrador fez propôs uma reflexão aos presentes sobre quais seriam as atitudes que cada um tomaria, a partir daquele momento, para atingir o ápice da qualidade de vida, defendendo que cada pessoa alcança o estágio de bem-estar dentro do seu tempo, não havendo uma fórmula específica para todos.

“As pessoas acabam formando um padrão de vida que acaba influenciando tudo que acontece. Passa a ser um padrão social, você ser intolerante, impaciente, querer o mal de todo mundo. O que faz você mudar é o autoconhecimento e a reformulação mental daquele antigo padrão. O tempo para tais transformações varia de acordo com a vivência, a experiência e a força da mente de cada um”, finalizou Hartmann.

Os interessados em assistir a palestra completa devem acessar o site da TV CRA Play ou da Rádio CRA-RJ Play!

Nenhum comentário:

Postar um comentário