9 de outubro de 2017

Índice de Governança Municipal é apresentado no XI Encad

A apresentação do Índice CFA de Governança Municipal foi o tema central do primeiro painel do XI Encontro de Administradores do CRA-RJ, realizado nesta quarta-feira (04/10), na Firjan. Desenvolvido para avaliar a Gestão Pública dos municípios brasileiros, o Índice foi demonstrado pelo Adm. Wagner Siqueira, presidente do CFA e conselheiro federal pelo CRA-RJ, e pelos membros da Câmara de Gestão Pública do CFA Adm. Rodrigo Neves Moura e Marcelo Gomes.

A elaboração do IGM-CFA foi realizada tendo como base as dimensões fiscais, de gestão e de desempenho de um município. Dentro deste tripé, são analisados diferentes indicadores que influenciam no ranqueamento nacional de cada cidade avaliada. Para o Adm. Wagner Siqueira, o ranking ajuda a identificar quais os municípios desenvolvem uma boa ou má gestão. Porém, o interesse principal do IGM-CFA é a aplicação desses dados em prol do desenvolvimento positivo da governança municipal.

“O ranking é uma base de análise. O Índice pode servir como um diagnóstico para as prefeituras, por meio dos seus gestores, discutirem ações que venham a desenvolver mudanças dentro da instituição pública. Esses dados são instrumentos de trabalho e devem ser avaliados também por profissionais de Administração que atuem dentro de uma prefeitura”, afirmou o presidente do CFA.

O Adm. Rodrigo Neves Moura, membro da Câmara de Gestão Pública do CFA, apresentou o top 10 do IGM-CFA no Estado do Rio de Janeiro. Na classificação, Niterói aparece no topo do ranking com 0,693 pontos em um universo que vai de 0 a 1. Casemiro de Abreu e Angra dos Reis são as cidades seguintes em pontuação. O Rio de Janeiro ocupa a 5ª posição dentro do Estado.

“A gente não está medindo só eficiência, estamos medindo desempenho. Se um município gasta muito em saúde mas está transferindo esse gasto em benefício da população, é o que nós iremos mostrar. Como você está sendo eficaz ou não qual a efetividade deste município dentro da saúde e de outros aspectos importantes para a sociedade. O IGM serve de alerta para os governantes municipais a auxiliar no planejamento”.

O presidente do CFA ainda destacou que já estão sendo levantados dados para o próximo IGM-CFA, que terá a periodicidade anual. Além disso, falou sobre novos trabalhos que serão desenvolvidos pelo CFA em prol da governança municipal, tais como análise de saneamento básico e de segurança pública.

Em breve, já estará disponível na CRA-RJ Play e na Rádio CRA-RJ este e todos os outros painéis do XI Encad. Fique ligado nas nossas mídias sociais para saber em primeira mão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário